segunda-feira, 2 de março de 2015

A graça é contrária às boas obras?

Comente Aqui

Alguns argumentam que ensinar a salvação pela graça, por meio da fé somente, desestimula as pessoas de praticarem boas obras. O raciocínio é que se a salvação não depende do que nós fazemos, então nós podemos fazer o que quisermos, inclusive o pecado. O raciocínio prossegue no sentido de que apenas se a salvação depender do que nós fizermos, nós seremos motivados a praticarmos boas obras.

Essa opinião é totalmente errada, ainda que muito popular. Ela expressa uma visão incorreta tanto da graça quanto das boas obras. Quanto às boas obras, a Bíblia as apresenta como obras feitas em obediência aos Dez Mandamentos (Ex 20.1-17), que por sua vez se resumem em amar a Deus e ao próximo (Mt 22.34-40). Desse modo, a essência das boas obras é o amor. A essência do amor, por sua vez, é ser totalmente voltado para o outro e não para si mesmo. Ele não procura os seus interesses (1Co 13.5). Logo, uma obra feita por alguém para alcançar a própria salvação não é feita por amor, mas por egoísmo e, portanto, não é uma boa obra.

Quanto à graça, ela é apresentada na Bíblia como um favor imerecido de Deus a nós, pecadores, por meio da obra de Cristo (Rm 3.21-26). Ser salvo pela graça significa que a salvação não é alcançada pelas nossas obras (Ef 2.8,9). Mas essa graça nos é dada com um propósito específico: salvar-nos do pecado (Rm 6.1,2,15-18), o qual é justamente a transgressão dos Dez Mandamentos (1Jo 3.4) e, portanto, o exato oposto das boas obras. Isso significa que ser salvo pela graça é ser salvo para praticar boas obras (Ef 2.10). Logo, ao invés de a graça desestimular as boas obras, é ela quem as produz. Só quem foi salvo pela graça e sabe que sua salvação não depende do que faz, mas do que Cristo fez (Rm 5.19), pode praticar boas obras de forma totalmente desinteressada e amorosa, pensando no bem do outro e não no próprio (Jo 15.1-5).

A graça não é contrária às boas obras. Como disse Agostinho, “A lei nos é dada para que a graça seja buscada; a graça nos é dada para que a lei seja cumprida”. Busque a salvação na graça de Deus, por meio de Cristo, pois só assim você poderá viver o genuíno amor a Deus e ao próximo, praticando obras verdadeiramente boas.

Comentários

Nenhum comentário em "A graça é contrária às boas obras?"

 

Teologia e Vida © Revolution Two Church theme by Brian Gardner
Converted into Blogger Template by Bloganol and modified by Filipe Melo