quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Exposição de 1 Coríntios

Comente Aqui

Sermões pregados por mim na 1ª Epístola aos Coríntios, na Congregação Presbiteriana em José de Freitas-PI.


15. 1Co 3.18-23: O orgulho não deve estar no coração do cristão
16. 1Co 4.1-5: Os pregadores devem ser julgados corretamente
17. 1Co 4.6-8: O orgulho é absurdo
18. 1Co 4.9-13: O sofrimento faz parte da vida do cristão
19. 1Co 4.14-21: Os pregadores exercem vários papéis para com os crentes
20. 1Co 5.1-5: A disciplina eclesiástica é um dever da Igreja
21. 1Co 5.6-8: O pecado deve ser eliminado do meio da Igreja de Cristo
22. 1Co 5.9-13: Os cristãos não devem se associar com os impuros
23. 1Co 6.1-11: Os santos, e não os injustos, devem ser juízes dos santos
24. 1Co 6.12-20: O corpo do cristão não pode ser usado para a impureza sexual
25. 1Co 7.1-7: O casamento é o contexto correto para o relacionamento sexual
26. 1Co 7.8-16: Deus tem mandamentos para os cristãos nos mais diversos estados relacionados ao casamento
27. 1Co 7.17-24: Cada cristão deve viver na vocação em que foi chamado
28. 1Co 7.25-31: O casamento deve ser considerado à luz do presente e da eternidade
29. 1Co 7.32-35: O celibato apresenta vantagens em relação ao casamento
30. 1Co 7.36-40: O celibato pode ser melhor que o casamento
31. 1Co 8.1-13: A decisão sobre comer de sacrifícios a ídolos deve ser tomada considerando o outro
32. 1Co 9.1-14: Quem prega o Evangelho tem direito de viver do Evangelho
33. 1Co 9.15-23: O cristão deve renunciar a si mesmo em prol do Evangelho
34. 1Co 9.24-27: A vida cristã deve ser vivida com perseverança
35. 1Co 10.1-13: A apostasia é uma possibilidade real para os cristãos professos
36. 1Co 10.14-22: O cristão deve fugir da idolatria
37. 1Co 10.23-11.1: O cristão deve comer e beber buscando o interesse do próximo
38. 1Co 11.2-16: A autoridade do homem sobre a mulher exige posturas diferentes de ambos no culto público
39. 1Co 11.17-22: As divisões na Igreja são incompatíveis com o culto público e a Ceia do Senhor
40. 1Co 11.23-26: A Ceia do Senhor deve ser celebrada conforme a instituição de Cristo
41. 1Co 11.27-34: O autoexame é necessário antes da Ceia do Senhor para uma participação digna e livre da disciplina divina
42. 1Co 12.1-6: Os dons espirituais têm sua origem no Deus Trino
43. 1Co 12.7-11: Os dons espirituais são dados soberanamente pelo Espírito para serem úteis
44. 1Co 12.12,13: O batismo com o Espírito Santo forma o Corpo de Cristo como uma unidade
45. 1Co 12.14-20: A variedade no Corpo de Cristo mostra a nossa importância como membros desse Corpo
46. 1Co 12.21-26: A variedade no Corpo de Cristo mostra a importância dos outros como membros desse Corpo
47. 1Co 12.27-31: Os dons espirituais são dados a cada membro do Corpo de Cristo
48. 1Co 13.1-3: Amor é o que torna válido o exercício dos dons espirituais
49. 1Co 13.4-7: A essência do amor é a busca pelo bem do próximo
50. 1Co 13.8-13: Os dons espirituais são passageiros diante da eternidade do amor
51. 1Co 14.1-5: A profecia é superior ao falar em línguas sem interpretação
52. 1Co 14.6-12: Falar em línguas sem interpretação não é proveitoso para a igreja
53. 1Co 14.13-19: O uso da mente é fundamental para a verdadeira espiritualidade
54. 1Co 14.20-25: O falar em línguas e a profecia têm propósitos diferentes
55. 1Co 14.26-40: Tudo no culto público deve ser feito para edificação e com organização
56. 1Co 15.1-11: A ressurreição de Cristo é uma parte fundamental do Evangelho
57. 1Co 15.12-19: Negar a ressurreição dos mortos significa negar o Evangelho
58. 1Co 15.20-28: Nossa ressurreição é um fato absolutamente certo
59. 1Co 15.29-34: Negar a ressurreição dos mortos torna a vida sem sentido
60. 1Co 15.35-44a: O corpo da ressurreição apresenta semelhanças e diferenças em relação ao nosso corpo atual
61. 1Co 15.44b-49: Nós teremos o corpo da ressurreição tão certamente quanto temos o nosso corpo atual
62. 1Co 15.50-58: A transformação do nosso corpo é necessária para que possamos ter a vitória completa
63. 1Co 16.1-4: A nossa contribuição na Igreja deve seguir o padrão bíblico
64. 1Co 16.5-12: A realização dos nossos projetos não depende só de nós
65. 1Co 16.13-18: Deus espera que sejamos obedientes a Ele
66. 1Co 16.19-24: A nossa saudação expressa nossa comunhão com os irmãos

Comentários

Nenhum comentário em "Exposição de 1 Coríntios"

 

Teologia e Vida © Revolution Two Church theme by Brian Gardner
Converted into Blogger Template by Bloganol and modified by Filipe Melo