segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Breve Catecismo de Westminster: Domingo 44

Comente Aqui


Pergunta 98: O que é oração?

Resposta: Oração é um oferecimento de nossos desejos a Deus,1 por coisas conforme com a sua vontade,2 em nome de Cristo,3 com a confissão dos nossos pecados,4 e um agradecido reconhecimento das suas misericórdias.5

Referências:

1 “Tens ouvido, SENHOR, o desejo dos humildes; tu lhes fortalecerás o coração e lhes acudirás” (Sl 10.17); “Louvores de Davi Exaltar-te-ei, ó Deus meu e Rei; bendirei o teu nome para todo o sempre” (Sl 145.19).

2 “E esta é a confiança que temos para com ele: que, se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve” (1Jo 5.14).

3 “Naquele dia, nada me perguntareis. Em verdade, em verdade vos digo: se pedirdes alguma coisa ao Pai, ele vo-la concederá em meu nome. Até agora nada tendes pedido em meu nome; pedi e recebereis, para que a vossa alegria seja completa” (Jo 16.23,24).

4 “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1Jo 1.9).

5 “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças” (Fp 4.6).

Pergunta 99: Que regra Deus nos deu para o nosso direcionamento em oração?

Resposta: Toda a Palavra de Deus é útil para nos dirigir em oração,1 mas a regra especial de direção é aquela forma de oração que Cristo ensinou aos seus discípulos, e que geralmente se chama a Oração Dominical.2

Referências:

1 “Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis” (Rm 8.26); “Chegue a minha petição à tua presença; livra-me segundo a tua palavra” (Sl 119.170).

2 “Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia dá-nos hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém!” (Mt 6.9-13).

Comentários

Nenhum comentário em "Breve Catecismo de Westminster: Domingo 44"

 

Teologia e Vida © Revolution Two Church theme by Brian Gardner
Converted into Blogger Template by Bloganol and modified by Filipe Melo