sábado, 12 de março de 2011

Seu deus é o Deus da Escritura?

2 comentários



Depois da tragédia no Japão, alguns hereges começaram a defender um deus que nega a si mesmo e abre mão de sua Soberania. Apóstatas como Ricardo Gondin twittaram pérolas que deixaram qualquer Cristão bíblico irritado e triste. Frases como "Ou Deus tem tudo sob seu controle ou Ele ama. Prefiro acreditar que Deus ama" mostravam como o deus do Teísmo Aberto é fraco e não-Escriturístico. Neste contexto, segue abaixo um trecho de uma pregação que expressa um pouco sobre o Deus da Bíblia e sua autoridade nesta terra.


“E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações...”

Nossa segunda pergunta é: o que foi dado? Lemos: “É-me dado... o poder”. Nossas traduções em português são meio vagas na tradução desta palavra. Aliás, acredito que qualquer tradução seria vaga. Essa é uma palavra que é usada de um modo interessante por Mateus. Olhemos para ela por um instante.

O termo aqui traduzido como “poder”, no grego, é “exousia”, que significa um “poder de escolher, reger e governar. Liberdade de fazer como se quiser”. Isso foi o que Deus pai entregou para Jesus. Foi-lhe dado essa “exousia”, esse poder para fazer o que bem desejar, para governar e para reger o mundo.

Existe uma regra de interpretação bíblica que devemos atentar neste momento. Se quisermos conhecer o significado exato de uma palavra para um escritor, devemos analisar o uso desta mesma palavra em outros momentos e ver como ela é usada, na esperança de encontrar uma passagem que explique o que aquela palavra significa. Ao observarmos o uso de “exousia” por Mateus, observamos que ele a usa mais oito vezes em seu evangelho. Quatro vezes referente à autoridade que Jesus tinha para ensinar (7:29; 21:23,24,27), duas referentes à autoridade d’Ele para curar e perdoar pecados (9:6,8), uma sobre a autoridade dos discípulos para curar e expulsar demônios (10:1). Nenhumas destas sete passagens dão alguma luz sobre alguma peculiaridade no uso deste termo. Bem, existe ainda uma ultima passagem para olharmos, e é ela que faz toda a diferença em nossa análise:

“E o centurião, respondendo, disse: Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado, mas dize somente uma palavra, e o meu criado há de sarar. Pois também eu sou homem sob autoridade [exousia], e tenho soldados às minhas ordens; e digo a este: Vai, e ele vai; e a outro: Vem, e ele vem; e ao meu criado: Faze isto, e ele o faz.” (Mt 8:8,9)

Assim como em Hebreus 11, temos um verso em que um termo é explicado. O que é ter exousia? É ter o poder para dizer a um: vai, e ele ir; dizer a outro: vem, e ele vir; e a outro: Faça isto, e ele fazer. Essa é a autoridade que Cristo tem! O que Ele disser, é cumprido. Ele tem poder para dizer e acontecer. Ele tem poder para criar mundo apenas com o poder se Sua voz. “Porque falou, e foi feito; mandou, e logo apareceu” (Sl 39:9).

Perguntemos, agora, em terceiro lugar: em que extensão isso foi dado? O texto expressa que foi dado para Cristo “o poder no céu e na terra”. Essa expressão é um hebraísmo para dizer que Ele tem poder sobre tudo. Se um engenheiro tem autoridade sobre o pedreiro, ele pode dizer: “construa essa parede, e o pedreiro irá”. Mas esse mesmo engenheiro não pode dizer ao nada: “construa uma parede”, pois nenhuma parede aparecerá, já que ele não possui tal autoridade. Cristo pode dizer “haja luz”, e a luz aparecerá (Gn 1:3), não importa a quem Ele o diga. Ele tem autoridade sobre o que sequer existe para do nada, fazer tudo aparecer (ex nihilo, como dizem). O salmista diz: “Nos céus estabeleceu o Senhor o seu trono, e o seu reino domina sobre tudo” (103:19). Vejam: ele domina sobre céu e terra, sobre tudo que há para ser reinado. Toda a criação está nas palmas das mãos de nosso Senhor. Ele sustenta “todas as coisas pela palavra de seu poder” (Hb 1:3). Todas as coisas! Do céu a terra, Deus domina tudo o que há.

Deus tem autoridade sobre a matéria inanimada. “E disse Deus: Haja luz; e houve luz. E disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num lugar; e apareça a porção seca; e assim foi. E disse Deus: Produza a terra erva verde, erva que dê semente, árvore frutífera que dê fruto segundo a sua espécie, cuja semente está nela sobre a terra; e assim foi” (Gn 1:3,9,11). Ele mandou, e houve luz; Ele ordenou, e a vegetação se fez. Ele desejou, e o mundo foi alagado por águas: “Porque eis que eu trago um dilúvio de águas sobre a terra...” (Gn 6:17). Ele é aquele que até o vendo e os mares lhe obedecem (Mc 4:41): “E ele, despertando, repreendeu o vento, e disse ao mar: Cala-te, aquieta-te. E o vento se aquietou, e houve grande bonança” (Mc 4:39).

Deus tem autoridade sobre as criaturas irracionais. “Havendo, pois, o SENHOR Deus formado da terra todo o animal do campo, e toda a ave dos céus, os trouxe a Adão...” (Gn 2:19). “E de tudo o que vive, de toda a carne, dois de cada espécie, farás entrar na arca, para os conservar vivos contigo; macho e fêmea serão. Das aves conforme a sua espécie, e dos animais conforme a sua espécie, de todo o réptil da terra conforme a sua espécie, dois de cada espécie virão a ti, para os conservar em vida” (Gn 6:19,20). Nem foi Adão que procurou os animais e nem foi Noé quem os pôs na arca. Deus levou os animais até eles. Deus governa-os. Se Ele diz: “vá até lá”, eles certamente irão. “Depois veio a ele a palavra do SENHOR, dizendo: Retira-te daqui, e vai para o oriente, e esconde-te junto ao ribeiro de Querite, que está diante do Jordão. E há de ser que beberás do ribeiro; e eu tenho ordenado aos corvos que ali te sustentem” (I Rs 17:2-4).

Deus tem autoridade sobre os homens e os filhos dos homens. Ouçam as Escrituras: “O coração do homem planeja o seu caminho, mas o SENHOR lhe dirige os passos” (Pv 16:9). “Do homem são as preparações do coração, mas do SENHOR a resposta da língua” (Pv 16:1). “Como ribeiros de águas assim é o coração do rei na mão do SENHOR, que o inclina a todo o seu querer” (Pv 21:1). “Muitos propósitos há no coração do homem, porém o conselho do SENHOR permanecerá” (Pv 19:21).

Deus tem autoridade sobre criaturas espirituais, sejam anjos ou demônios. “... o Senhor enviou o seu anjo, e me livrou da mão de Herodes...” (At 12:11). “E Deus mandou um anjo a Jerusalém para a destruir...” (I Cr 21:15). “Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniqüidade” (Mt 13:41). “Enviou Deus um mau espírito entre Abimeleque e os cidadãos de Siquém...” (Jz 9:23). “Agora, pois, eis que o SENHOR pôs o espírito de mentira na boca de todos estes teus profetas...” (I Rs 22:23). “... e atormentava-o [a Saul] um espírito mau da parte do SENHOR” (I Sm 16:14). Até sobre Satanás, lemos que “... disse-lhe Jesus: “Vai-te, Satanás...”, e “Então o diabo o deixou...” (Mt 4:10,11).

Não existe nada, entre todo o cosmos, que escape da mão do Senhor.

Em ultimo lugar, observemos o quanto desta autoridade foi dada a Jesus. Não nos é penoso ler as palavras de nosso mestre: “É-me dado todo o poder no céu e na terra”. Todo o poder. Todo ele. Nenhuma gota de poder foi retida para Cristo. Nenhuma fagulha de autoridade lhe falta. Embora tenha vindo em humildade, Ele voltará poderoso como agora Ele o é. O nível mais profundo de soberania lhe foi concedido. Nada pode resistir ao Seu querer e até o menor dos elétrons move-se debaixo de Seu cuidado. “Porque o SENHOR dos Exércitos o determinou; quem o invalidará?” (Is 14:27). “Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado” (Jó 42:2). “Todos os moradores da terra são por ele reputados em nada; e, segundo a sua vontade, ele opera com o exército do céu e os moradores da terra; não há quem lhe possa deter a mão, nem lhe dizer: Que fazes?” (Dn 4:35). “No céu está o nosso Deus e tudo faz como lhe agrada” (Sl 115:3; cf Ef 1:11).

Comentários

2 comentários em "Seu deus é o Deus da Escritura?"

Ciência e religião ao alcance de todos disse...
13 de março de 2011 08:10

Parabéns, gostei muito do texto.

Se puder, acompanhe meu blog

http://respostasaoateismo.blogspot.com

Abraços, Paz de Cristo.

audiencia da tv disse...
14 de março de 2011 13:49

ola amigo muito bom o blog
estou te seguindo ta
se quiser seguir o meu agradeço
http://audienciadatvrealtimes.blogspot.com/

 

Teologia e Vida © Revolution Two Church theme by Brian Gardner
Converted into Blogger Template by Bloganol and modified by Filipe Melo