domingo, 10 de outubro de 2010

A Harmonia da Lei de Deus e do Evangelho

Comente Aqui

Este é o capítulo 11 da Confissão de Fé do Voltemos ao Evangelho, escrito por mim, o qual mostra a correta relação entre a Lei e o Evangelho segundo as Escrituras.

Cremos que a Lei de Deus, compreendida resumidamente nos Dez Mandamentos, e ainda resumida no amor a Deus e ao próximo, é a expressão do próprio caráter de Deus, e, como tal, é a regra eterna e imutável de Seu governo moral, sendo santa, justa e boa.1 No entanto, devido ao estado pecaminoso no qual todo ser humano se encontra naturalmente, ninguém pode obedecê-la perfeitamente, de modo que todos estão debaixo de maldição e justamente condenados à morte.2 O Evangelho não é contrário à Lei; antes, lhe dá pleno cumprimento,3 através da obediência perfeita de Cristo e de Seu sacrifício na cruz, que livrou todo o Seu povo da penalidade e maldição da Lei,4 e através da obra regeneradora e santificadora do Espírito Santo, que capacita os crentes a se conformarem cada vez mais a essa Lei até aquele Dia, quando serão glorificados para tornarem-se semelhantes a Cristo e perfeitos em sua obediência.5

1 Ex 20.1-17; Dt 10.4; Mt 7.12; 22.34-40; Rm 13.8-10; Mt 5.17-19; Tg 1.25; 2.8-12; 1Jo 3.4; Rm 7.12,14; 2 Rm 3.9-20,23; 7.7-25; Gl 3.10-12; Tg 2.10; 3 Rm 3.31; Gl 3.21; 4 Rm 8.1-3; Gl 3.13-14; 5 Jr 31.33; Ez 11.19-20; 36.26-27; Rm 8.4-9; Hb 8.7-13; Fp 3.11-16; 1Jo 3.2.

Comentários

Nenhum comentário em "A Harmonia da Lei de Deus e do Evangelho"

 

Teologia e Vida © Revolution Two Church theme by Brian Gardner
Converted into Blogger Template by Bloganol and modified by Filipe Melo