quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Relato da Operação Jesus Transforma em Manaus (Parte 4)

3 comentários

Parte: [1] [2] [3] [4] [5]
Veja as fotos: Álbum da Trans Manaus 2010


Os primeiros frutos

Segunda-feira, dia 05/07, no evangelismo pela manhã, Maria das Neves e eu visitamos uma casa bastante peculiar. Ela era toda feita de madeira, construída no alto, aberta nas laterais, tendo apenas o teto como proteção, muito semelhante às casas ribeirinhas. Uma rampa de madeira conduzia até a porta da casa e os cômodos eram separados por cortinas. Havia várias redes e móveis de madeira. O dono, um caboclo de meia idade casado com uma índia, trabalhava entalhando objetos em madeira: móveis, quadros, animais, pessoas, etc. Apresentamos o Evangelho a ele e à sua esposa, mas eles, apesar de terem nos recebido muito bem, não receberam tão bem nossa mensagem, dizendo-se católicos e argumentando de forma ecumênica em favor de todas as igrejas.

Deixamos essa casa sob uma chuva leve e, enquanto voltávamos para a nossa casa, um senhor chamado João, com o rosto desfigurado, que vinha ao nosso encontro, perguntou quem éramos. Explicamos rapidamente sobre a Trans e o acompanhamos até sua casa, à pedido dele próprio. A casa dele era bastante simples e havia gatos por toda parte. Enquanto conversávamos com ele e com sua esposa, eu acariciava um gato que estava ao meu lado, no sofá. João nos contou que já havia sido pastor da Igreja Universal do Reino de Deus. Porém, certo dia, enquanto andava pela rua, levou uma bolada no rosto e bateu a cabeça na sarjeta, quebrando o crânio e ficando inconsciente por algum tempo. Devido a esse acidente ele ficou com alguns problemas mentais e com algumas partes do rosto paralisadas, mas estava se recuperando. Ele já não era mais da Universal e estava, agora, frequentando uma denominação evangélica do bairro. Apesar de ter começado no lugar errado, ele parecia um verdadeiro cristão. Falamos a ele algumas palavras de encorajamento e notei que nossa conversa alegrou o coração dele e o de sua esposa.

Voltamos à nossa casa, onde almoçamos e conversamos. Depois do almoço era comum, quase todos os dias, eu lavar louça e lavar minhas camisetas da Trans, enquanto conversava com algum irmão.

À tarde, um pessoal da Primeira Igreja Batista de Manaus veio à nossa casa fazer a Escola Bíblica de Férias com as crianças do bairro, às 15:00. O evento foi um grande sucesso, com uma grande quantidade de crianças participando. Esse evento foi realizado durante todos os dias da semana, até sexta-feira. Ainda à tarde, minha dupla fez evangelismo em outras ruas do bairro e tivemos o primeiro fruto de nosso trabalho: uma jovem já casada recebeu a Cristo enquanto eu a evangelizava. Foi uma grande alegria para mim! O dia foi bastante produtivo e, ao final, minha dupla havia recenseado 19 casas, marcado 3 estudos bíblicos e distribuído 2 Evangelhos de João. No trabalho das outras duplas mais pessoas receberam a Cristo e aceitaram os estudos bíblicos.

À noite, minha dupla fez o primeiro estudo com Edson, a primeira pessoa que evangelizamos. Ele e sua esposa, católica fervorosa, foram bastante educados ao nos receberem e deram muita atenção ao estudo. Além de ministrarmos o estudo, pudemos também iniciar uma amizade com o casal, que simpatizou conosco. Foi uma experiência bastante interessante.

Ao final do dia pude avaliar o trabalho da minha dupla. Ele foi recompensador, mas também muito cansativo e desgastante. E ele estava para ficar mais desgastante à medida que os dias passassem. Tínhamos que andar bastante debaixo de Sol, de manhã e à tarde, além de falar várias vezes as mesmas coisas e interagirmos com várias pessoas diferentes. Os estudos poderiam ser marcados em qualquer horário, e às vezes tínhamos estudos à noite, tendo pouco tempo para descansar. Além de tudo isso, todas as noites eu ficava conversando até tarde com alguns irmãos, dormindo muito pouco.

Terça-feira fizemos evangelismo de manhã e à tarde. Minha dupla começou a evangelizar uma rua mais afastada e mais pobre. Quando estávamos no início da rua passamos por uma experiência muito estranha. Enquanto evangelizávamos uma casa, uma mulher do outro lado da rua começou a gritar freneticamente contra nós, atrapalhando o evangelismo, mas não conseguimos vê-la. Provavelmente ela estava escondida em uma das casas. Seus berros falavam sobre pararmos com o trabalho e continham ameaças. Curiosamente, ela possuía um vocabulário “evangélico”. Ela parecia tão descontrolada que desconfiei que estivesse possessa por um espírito maligno, momento em que lembrei de um episódio parecido, mas com algumas diferenças, que havia acontecido com o apóstolo Paulo (At 16.16-18). Então, fiz uma oração em silêncio, pedindo a Deus que a silenciasse para que pudéssemos prosseguir com a apresentação do Evangelho. Imediatamente a mulher se calou e pudemos continuar nosso trabalho em paz. Infelizmente não conseguimos encontrá-la posteriormente, para orarmos por ela e lhe falarmos da Palavra.

Nessa mesma rua conhecemos uma mulher chamada Laci, que havia perdido recentemente um filho de 21 anos por suicídio. Ela estava bastante abalada, mas ficou feliz em nos receber e marcou um estudo bíblico para a tarde de quarta-feira. Também conhecemos uma mulher que tinha um filho com autismo. Ela recebeu a Cristo, marcou um estudo bíblico e seu filho seria acompanhado por uma psicóloga da Primeira Igreja Batista de Manaus. Um jovem chamado Alberto também recebeu a Cristo e marcou um estudo bíblico. Notamos que as pessoas dessa rua eram bem mais abertas à Palavra. Minha dupla recenseou 16 casas, distribuiu 23 folhetos, 8 Evangelhos de João e marcou 8 estudos bíblicos.


Minha pregação


À noite, às 19:00, tivemos culto em nossa casa. Irmã Consolação me chamou para pregar de última hora, porque o pastor não viria. Fiquei em dúvida entre 3 textos: Atos 2.38, João 4.34-38 e Efésios 2.1-10. Conversando com Halysson, ele sugeriu o texto de Efésios, e resolvi pregá-lo.

No culto tivemos três visitantes, todos da mesma família e todos evangélicos. Eu dirigi o momento de louvor, tocando violão e cantando dois cânticos. Depois preguei expositivamente em Efésios 2.1-10. Como não tive tempo de preparar o sermão, preguei sem nenhuma anotação ou esboço, apenas com o texto diante de mim e algumas divisões que eu tinha memorizado alguns minutos antes do culto. Falei sobre:

1) Quem nós éramos (vs. 1-3): mortos em delitos e pecados, escravos do diabo, escravos de nossos desejos e filhos da ira;

2) Como Deus nos salvou (vs. 4-7): Ele nos ressuscitou espiritualmente (novo nascimento) e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus;

3) Por que Deus nos salvou (vs. 4,8,9): o amor, a misericórdia e a graça de Deus são a única motivação para a nossa salvação, que é recebida apenas mediante a fé;

Conclusão (v. 10): as boas obras fluem naturalmente daquele que foi salvo, sendo a evidência indispensável da fé salvadora; a pregação do Evangelho aos perdidos é uma boa obra em favor deles que estão na mesma situação em que nós mesmos estávamos.

A pregação durou pouco mais de meia hora. Ela não ficou muito bem elaborada, mas pude falar com alguma desenvoltura, ousadia e poder espiritual, com a graça de Deus. Alguns irmãos disseram que foram abençoados com a Palavra.

Comentários

3 comentários em "Relato da Operação Jesus Transforma em Manaus (Parte 4)"

prcleilson disse...
10 de setembro de 2010 13:33

Parabéns pelo trabalho. Poucas são as pessoas que encaram as dificuldades dessa região. Estaremos sempre orando por vocês. E essa pregação é uma das melhores que têm na Bíblia. Ainda bem que o Hallysson lhe sugeriu essa...

Marcos Sampaio disse...
10 de setembro de 2010 16:39

Olá gente minha,

A internet é um espaço precioso onde podemos falar das verdades bíblicas e discutir diferentes pontos de vista!
[Idéias Protestantes] é um blog cristão com esse objetivo. Sem dispensar a seriedade na defesa do Evangelho, e, sobretudo, longe de se adaptar aos modismos e novidades do Cristianismo de entretenimento, o leitor obterá uma mistura bem balanceada de teologia, cultura, denúncia, cidadania e artigos devocionais. No [Idéias Protestantes], você fica sabendo da última novidade do absurdário gospel, mas também não falta material para edificação e reflexões sobre a vida cristã.

Seja nosso parceiro na divulgação do genuíno evangelho das Escrituras!
http://ideiasprotestantes.blogspot.com
[Idéias Protestantes]

Digo disse...
13 de setembro de 2010 07:50

É muito bom ler relatos desse tipo. Continue no caminho reto, irmão, trazendo o evangelho aos perdidos. Fique na paz do Senhor.

 

Teologia e Vida © Revolution Two Church theme by Brian Gardner
Converted into Blogger Template by Bloganol and modified by Filipe Melo