domingo, 19 de setembro de 2010

Ide! - Uma Breve Harmonia

Comente Aqui


Quando olhamos para o último discurso de Jesus, vemos uma ênfase forte em Missões: Ir por todo o mundo e pregar o Evangelho a toda criatura, como diz Marcos. Esta ênfase é preservada pelo testemunho de três autores bíblicos, os quais deram suas versões das Palavras de Cristo.

Segundo Mateus, Jesus nos deu uma ordem: “ide, fazei discípulos de todas as nações” (28:19). É exatamente isso que devemos fazer quando vamos (ide) por todo mundo: nós devemos fazer discípulos de Cristo, pessoas que sigam tudo o que Ele ensina. Já Marcos, referindo-se às mesmas Palavras, registra-as um pouco diferentes: “Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura” (16:15). Veja com atenção: Marcos põe “pregar o Evangelho” como sinônimo de “fazer discípulos”. Com isso, temos a resposta de uma pergunta importante: “Como eu faço discí-pulos de Cristo? Resposta: Pregue o Evangelho!”.

Não é à toa que Paulo após dizer a Timóteo que ele deveria pregar A Palavra (4:2), ele também o ordenou que cumprisse a obra de um evangelista (4:5). Não existe nada que seja um instrumento de Deus para a conversão dos perdidos tanto quanto uma pregação concisa do E-vangelho de Jesus Cristo.

Temos que ter em mente que a fé não vem pelo ouvir qualquer bobagem intitulada de “pregação evangelística”, mas sim por ouvir a Palavra de Deus (Rm 10:17) sendo exposta. Essa exposição do Evangelho pode vir de várias formas: testemunhos pessoais, apologética, até mesmo viver de um modo genuinamente cristão é uma verdadeira (e a mais verdadeira) pregação evangelística.

Além de Mateus e Marcos, Lucas também registra sua interpretação das Palavras proferidas por Cristo. Ele escreve o seguinte: “[convinha que] ...em seu [de Cristo] nome se pregasse o arre-pendimento e a remissão dos pecados, em todas as nações...” (Lc 24:47). Enquanto Mateus nos manda fazer discípulos e Marcos nos manda pregar o Evangelho, Lucas diz que, no nome de Jesus, seria pregado o arrependimento e a remissão dos pecados.

Isso é realmente interessante. Essa é a melhor definição de Boas Novas (Evangelho) que já vi: arrependimento (mudança de mente que resulta em deixar o pecado) e remissão (a dívida desses pecados não mais será cobrada do que se arrepende). Esse é o conteúdo principal de pregações exclusivamente evangelísticas. Devemos expor aos pecadores todas as facetas dos motivos pelos quais eles devem arrepender-se, além de pregar sobre a benção incalculável da remissão presente em Jesus.

É bom lembrar que o arrependimento e a remissão de pecados ocorrem lado a lado, por-que, sem a remissão, qualquer arrependimento seria vão, pois Deus ainda não poderia comungar com o homem pecador; e sem o arrependimento, a remissão não faria efeito algum no homem, já que de nada adianta morrer por alguém que não deixa seus pecados para abraçar a cruz.

Em um resumo breve: Cristo nos mandou fazer discípulos a Ele. Faremos isso pregando o E-vangelho, ou seja, pregando sobre o arrependimento e a remissão dos pecados.

Pai, Tu nos relevou pelas palavras dos Evangelhos como devemos pregar aos infiéis,
por isso, impede-nos de nos mover um centímetro sequer fora desse caminho que Tu trilhaste.
Nós amamos Tua Palavra. Que esse amor possa ser manifesto em seguir todo o Teu Santo ensino.
Em servidão, oro. Amém.

Comentários

Nenhum comentário em "Ide! - Uma Breve Harmonia"

 

Teologia e Vida © Revolution Two Church theme by Brian Gardner
Converted into Blogger Template by Bloganol and modified by Filipe Melo