terça-feira, 24 de agosto de 2010

A evangelização e a responsabilidade humana

Comente Aqui

Este artigo foi publicado originalmente pelo irmão Davi Luan, no dia 03/09/2006, com o título "Salvação até aos confins da terra". Decidi republicá-lo, pois ele expressa muito bem nossa responsabilidade diante da grande obra de evangelização de que o mundo necessita.

"Porque o Senhor assim no-lo determinou: Eu te constituí para luz dos gentios, a fim de que sejas para salvação até aos confins da terra" (Atos 13:47)

Hoje pela manhã, no culto que prestamos ao Senhor em nossa igreja, tivemos a presença de uma missionária que trabalha com os povos do Oriente Médio, em especial os iraquianos. Ela esteve falando a respeito do trabalho que é desenvolvido lá, e da grande dificuldade que os cristãos enfrentam naqueles países islâmicos. Falou também sobre o grande esforço missionário empregado pelos muçulmanos, que superam os cristãos nessa área: só a universidade islâmica de Cairo forma 10000 missionários por ano!

Nós, meus irmãos, como Igreja de Jesus Cristo, que temos feito com relação a esses povos que estão se perdendo? Muitos deles nem sequer ouviram falar do Salvador. Vivem em cadeias, escravizados pelo pecado e presos por doutrinas mentirosas e diabólicas. Eles não sabem o que é alegria da salvação, nunca experimentaram a doçura da graça de Deus, não sabem o que é comunhão com Deus, coisas que nós temos o privilégio de desfrutar hoje. Como temos reagido diante disso?

É triste dizer, irmãos, mas a verdade é que muitos de nós têm sido indiferentes sobre essas coisas. Estamos tão preocupados com essa nossa vida, com as coisas que nos cercam, com nossos problemas pessoais, que não paramos para pensar na situação em que muitas nações se encontram por esse mundo. Não deveríamos nós, irmãos, nos preocupar mais com o Reino de Deus? Não deveríamos amar essas vidas que têm se perdido? Saber que muitos morrem sem ouvir as boas novas do Evangelho deveria nos fazer temer e tremer, e chorar perante o Senhor!

Talvez você esteja se perguntando: como eu posso ajudar? O que eu, um simples cristão, posso fazer? Gostaria de citar três coisas:

Ir à frente no campo de batalha! Irmãos, quem dera se houvesse mais missionários cristãos! Pessoas que tomam frente da batalha, e se arriscam a campo, por amor de Jesus. Que vão nesses lugares com coragem e ousadia, anunciando o Salvador, ainda que isso possa custar sua própria vida. Quão formosos são os pés dos que anunciam boas-novas! Que o Senhor chame mais e mais pessoas para essa obra tão especial em outras nações. E se o Senhor está chamando você, amado do Senhor, responda como Isaías: "Eis-me aqui, envia-me a mim".

Ficar na retaguarda, em oração! Talvez você não seja vocacionado pelo Senhor para ir a outras nações pregar o Evangelho, porém esse chamado da oração é universal, para todos os filhos de Deus. Qualquer cristão pode e deve orar pelo Evangelho ao redor do mundo. Meus irmãos, quantos missionários têm sofrido perseguições terríveis, sendo presos, mortos, torturados. Somos nós tão insensíveis, que não nos comovemos diante disso? Quantas pessoas morrendo sem esperança! Quantos lugares onde a Palavra não pode entrar!

Agora irmãos, como têm sido as nossas orações? Há espaço nelas para missões? Ou será que só há espaço para carro novo, casa nova, emprego novo, porta aberta, benção, vitória, milagre, etc etc? Como nossas orações têm sido egoístas! Só pedimos para nós, queremos tudo, e não nos doamos em súplicas a Deus em favor dos que estão perecendo! Que haja em nossos corações um fardo santo, de modo que derramemos nossas lágrimas em oração a Deus, em favor da pregação do Evangelho no mundo!

Enviar suprimentos! Talvez o Senhor esteja abençoando você tremendamente na área financeira, e isso é uma benção. Somos contra a pregação centrada na prosperidade financeira, porém reconhecemos que Deus pode concedê-la a quem lhe apraz. E se Ele tem feito isso com você, irmão, como você tem aplicado esse dinheiro? Tem investido em missões? Tem sustentado missionários? Tem sido liberal, generoso, não apegado ao dinheiro, mas apegado ao Reino?

Mesmo aqueles irmãos que tem uma condição financeira pequena, podem ajudar também. Ainda que seja pouco, devemos cooperar para o progresso do Evangelho! Se você não pode enviar uma oferta para missões em outros países, comece ajudando o departamento de evangelismo de sua igreja. Que o Espírito nos ensine a generosidade e a sabedoria, para aplicar aquilo que Deus tem nos dado de modo fiel!

Irmãos, não posso deixar de mencionar mais uma verdade. É certo que devemos nos preocupar com os que estão longe, mas que não nos esqueçamos dos que estão ao nosso redor! Temos parentes, amigos, vizinhos, que não conhecem ao Salvador, e estão tão próximos de nós. Temos falado de Jesus para eles? Estamos orando pela sua conversão? Ah, povo de Deus, fazemos algo pelas almas que estão a nossa volta, caminhando para o inferno? Como podemos deixar de ensinar o Caminho àqueles que estão perdidos?

Que Deus tenha misericórdia de nós! Ajuda-nos, Senhor, a sermos luz do mundo, e falarmos com ousadia daquilo que temos visto e ouvido! Dá-nos amor pelas pessoas que têm se perdido! Leva-nos a considerar a situação de tantas nações que não conhecem o Teu amor! Desperta-nos para a obra do Evangelho, no Brasil e nos demais países!

Comentários

Nenhum comentário em "A evangelização e a responsabilidade humana"

 

Teologia e Vida © Revolution Two Church theme by Brian Gardner
Converted into Blogger Template by Bloganol and modified by Filipe Melo