quinta-feira, 1 de julho de 2010

Conhecendo a Bíblia Sagrada (Parte 2)

1 Comentário

Parte: [1] [2]


Este estudo foi elaborado por mim no início de 2004, para ser ministrado aos adolescentes do Grupo Missionário de Adolescentes (GMA), da Igreja do Evangelho Quadrangular do Jardim das Oliveiras. Estas foram as minhas palavras de apresentação ao estudo: "O versículo tema do GMA neste ano se encontra em II Pedro 3:18: '...antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo'. Isso é um dever de todo cristão, o que inclui todos nós. Porém, não há como crescer no conhecimento de Cristo sem constante leitura e estudo da Bíblia. Por isso, iremos começar os estudos deste ano com um estudo sobre a Bíblia, para que possamos conhecê-la melhor, e, por conseqüência, possamos lê-la e estudá-la todos os dias. Que neste ano, realmente cresçamos na graça e no conhecimento de Cristo! Deus nos abençoe!"

5. Conteúdo da Bíblia

Apesar de ter uma mensagem central, a Bíblia é variada em seus temas, assuntos e estilos literários. Cada livro da Bíblia tem suas próprias características: estilo, tema, autor, etc. Na Bíblia encontramos histórias, poesias, ficções (em suas parábolas), doutrinas, profecias, ensinamentos práticos, devocionais, etc. Assim, apesar da sua unidade, a Bíblia apresenta grande diversidade.

A Bíblia é dividida em duas partes, que chamamos de Antigo Testamento e Novo Testamento. O Antigo Testamento apresenta 39 livros, e o Novo Testamento, 27. O que separa a Bíblia nessas duas partes é o nascimento de Cristo. O Antigo Testamento recebeu esse nome porque trata da Antiga Aliança feita por Deus com os homens e, principalmente, com Israel. O Novo Testamento recebeu esse nome porque trata da Nova Aliança feita por Cristo com a Igreja.

A Bíblia, como a temos hoje, foi resultado de um grande trabalho. Quando foi escrita, a Bíblia não apresentava divisões em capítulos e versículos. E os livros da Bíblia não tinham nome originalmente. Essas facilidades só foram acrescentadas muito tempo depois.

Os livros de cada um dos testamentos que apresentam semelhança de conteúdo são agrupados, formando várias divisões. Vamos estudar um pouco cada uma dessas divisões e seu conteúdo.

5.1. Divisões do Antigo Testamento

Lei ou Pentateuco: É a primeira divisão da Bíblia e compreende cinco livros: Gênesis, Êxodo, Levíticos, Números e Deuteronômio. Todos esses livros foram escritos por Moisés em cerca de 1500 a.C, e foram os primeiros livros da Bíblia a serem escritos.

O Pentateuco fala sobre a criação do mundo, a origem do pecado, os primeiros seres humanos e civilizações, o Dilúvio, a Torre de Babel, a origem do povo de Israel, a escravidão de Israel no Egito e sua libertação por Moisés, a caminhada de Israel pelo deserto por quarenta anos e, principalmente, a Lei que Deus deu a Moisés no Monte Sinai. Por isso, essa divisão também é chamada de Lei.

O Pentateuco é uma espécie de introdução à Bíblia. Antes da Nova Aliança era a divisão mais importante da Bíblia.

História ou Livros Históricos: Compreende os livros de Josué, Juízes, Rute, I e II Samuel, I e II Reis, I e II Crônicas, Esdras, Neemias e Ester, doze livros no total. Ao contrário do Pentateuco, esses livros foram escritos por diversas pessoas durante um período de mil anos.

Os Livros Históricos falam sobre a conquista de Canaã por Israel sob o comando de Josué, os juízes, o reinado de Saul, Davi e Salomão, a construção do templo de Jerusalém, a divisão do reino de Israel em dois reinos, Israel e Judá, o cativeiro de Israel na Assíria e de Judá na Babilônia, a destruição do templo, o retorno dos judeus à Palestina e a reconstrução do templo.

O assunto principal dos Livros Históricos é a história do povo de Israel.

Poesia ou Livros Poéticos: Compreende os livros de Jó, Salmos, Provérbios, Eclesiastes e Cantares, cinco livros ao todo. Também tiveram autores variados e épocas variadas.

Esses livros são chamados de Poéticos porque apresentam seu conteúdo em forma poética. O livro de Jó conta sobre o sofrimento de Jó em poesia. É um dos livros mais lindos da Bíblia. O livro de Salmos apresenta vários cânticos, usados pelos judeus em seus cultos, que foram agrupados para formarem o livro. O livro de Provérbios apresenta vários ensinamentos práticos. Eclesiastes é um livro filosófico onde Salomão reflete sobre a vida. Cantares é uma poesia que fala sobre o amor conjugal.

Profecia ou Livros Proféticos: Essa divisão é subdividida em duas partes: Profetas Maiores: Isaías, Jeremias, Lamentações, Ezequiel e Daniel; e Profetas Menores: Oséias, Joel, Amós, Obadias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuque, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquias. O nome de cada livro é o nome de seu autor. Esses livros foram escritos num período de 500 anos.

Os Livros Proféticos são compostos por profecias. Suas profecias tratam sobre os mais variados assuntos: queda e restauração de Israel, queda de vários reinos e povos, o fim dos tempos e, principalmente, a vinda do Messias: Sua morte, ressurreição e a Nova Aliança instituída por Ele.

Por ser composta quase que totalmente de profecias, essa divisão é a menos aconselhada para leitura daqueles que estão começando seu estudo da Bíblia.

5.2. Divisões do Novo Testamento

Todos os livros do Novo Testamento foram escritos no primeiro século d.C.

Evangelhos: Compreendem os quatro primeiros livros do Novo Testamento: Mateus, Marcos, Lucas e João. Esses livros tratam da vida de Jesus: Seu nascimento, ministério, ensinamentos, milagres, morte, sepultamento, ressurreição e ascensão. É ideal para aqueles que querem conhecer mais sobre Jesus.

História: Compreende somente o livro de Atos dos Apóstolos. Fala sobre a história da igreja no primeiro século: seu início, seu crescimento na Palestina e, posteriormente, em todo o Império Romano. Enfatiza os ministérios de Pedro e Paulo.

Epístolas: Essa divisão se subdivide em duas: Epístolas de Paulo: Romanos, I e II Coríntios, Gálatas, Efésios, Filipenses, Colossenses, I e II Tessalonicenses, I e II Timóteo, Tito, Filemon e Hebreus; e Epístolas Gerais: Tiago, I e II Pedro, I, II e III João e Judas.

Nas epístolas se encontram as doutrinas da igreja. As epístolas são uma explicação do Evangelho pregado por Jesus. Doutrinas são encontradas por toda a Bíblia, mas é nas epístolas que encontramos mais ensinamentos doutrinários. As doutrinas tratadas são variadas: Humanidade e Divindade de Cristo, Seus ofícios, Sua obra redentora; o Espírito Santo e Suas obras; o pecado e sua universalidade; a salvação: regeneração, justificação, adoção, santificação, glorificação; a volta de Cristo, o arrebatamento, a ressurreição do corpo; e muitos outros ensinamentos.

Profecia: Compreende somente o livro de Apocalipse. Foi escrito pelo apóstolo João, tem como tema a “Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que em breve devem acontecer” (Ap 1.1) e é composto de visões e profecias dadas através de símbolos. Esse livro é o menos aconselhado para leitura daqueles que estão começando um estudo da Palavra.

Comentários

1 comentário em "Conhecendo a Bíblia Sagrada (Parte 2)"

TÁCITHRUS disse...
5 de jul de 2010 09:36:00

help me!
tacithrus.blogspot.com

 

Teologia e Vida © Revolution Two Church theme by Brian Gardner
Converted into Blogger Template by Bloganol and modified by Vinícius M. Pimentel