domingo, 31 de janeiro de 2010

Romanos 9 para um Arminiano

3 comentários

Como você recebia Rm 9 quando era arminiano? by:Marcelinho :-p

Boa pergunta. Como todo bom arminiano, eu procurava evitar textos como Romanos 9 e outros que falam da soberania de Deus, procurando me focar em textos que supostamente falam do amor de Deus por todos (Jo.3.16) e do livre-arbítrio do homem (Ap.22.17). No entanto, como o capítulo 9 de Romanos está na Bíblia, e eu sempre cri na inspiração de todas as Escrituras, eu não podia simplesmente ignorar esse e outros textos.

Assim, meu entendimento dessa passagem era o entendimento arminiano padrão: Jacó e Esaú na passagem não são indivíduos, mas nações, já que a citação de Paulo, "Amei Jacó e aborreci Esaú", é retirada de Malaquias 1.2-3, onde Deus está tratando com Israel e com Edom como povos. Além disso, eu entendia que esse amor por Jacó e aborrecimento de Esaú não se referiam ao destino eterno de ambos, mas apenas a bênçãos e maldições temporais.

Quanto ao versículo 15, "Terei misericórdia de quem me aprouver ter misericórdia e compadecer-me-ei de quem me aprouver ter compaixão" e ao versículo 18, "Logo, tem ele misericórdia de quem quer e também endurece a quem lhe apraz", eu seguia o seguinte raciocínio: Deus quer ter misericórdia daqueles que se arrependem, e quer endurecer aqueles que a si mesmos se endurecem. Com esses raciocínios que eram verdadeiras distorções da argumentação de Paulo eu tentava salvaguardar o livre-arbítrio humano.

Você talvez se pergunte como eu conseguia conciliar esse entendimento distorcido com o teor total da passagem que apresenta Deus como absolutamente soberano, como fica evidente nos versículos 11 e 12, "E ainda não eram os gêmeos nascidos, nem tinham praticado o bem ou o mal (para que o propósito de Deus, quanto à eleição, prevalecesse, não por obras, mas por aquele que chama), já fora dito a ela: O mais velho será servo do mais moço", e no versículo 16, "Assim, pois, não depende de quem quer ou de quem corre, mas de usar Deus a sua misericórdia". Ou então, como minha interpretação da passagem naturalmente levava à queixa do versículo 19 que Paulo responde nos versículos seguintes: "De que se queixa ele ainda? Pois quem jamais resistiu à sua vontade?". A resposta é que eu não me esforçava para entender essas contradições da minha interpretação e procurava me contentar com ela, apesar de no fundo me sentir extremamente incomodado. No dia em que eu realmente me debrucei sobre o texto e o estudei em oração e sinceridade para com o raciocínio de Paulo, ou melhor dizendo, do Espírito Santo, eu me tornei um calvinista.

Minha jornada ao Calvinismo pode ser lida com maiores detalhes aqui.

Pergunte-me qualquer coisa

Comentários

3 comentários em "Romanos 9 para um Arminiano"

prcleilson disse...
17 de fevereiro de 2010 03:13

Tive o mesmo trajeto seu. Hoje sou calvinista, mas antes disso, sou paulino.

Filipe Ivo disse...
19 de dezembro de 2011 16:52

Experiência interessante , como disse o Pastor Cleilson sou calvinista mais antes disso , sou paulino

Filipe Ivo disse...
19 de dezembro de 2011 16:52

Experiência interessante , como disse o Pastor Cleilson sou calvinista mais antes disso , sou paulino

 

Teologia e Vida © Revolution Two Church theme by Brian Gardner
Converted into Blogger Template by Bloganol and modified by Filipe Melo