terça-feira, 12 de janeiro de 2010

A diferença entre o Cristianismo e as demais religiões

7 comentários

Este texto foi retirado do livro Verdades que Transformam (James Kennedy).

Alguém já disse que esta vida se assemelha ao caso de um homem que caiu em um buraco – um profundo, terrível e imundo buraco, com uma horrenda serpente a fazer-lhe companhia lá dentro, a qual o homem procura evitar.

Pois bem, eis que chega um animista. Olha para dentro do buraco e vê a serpente. Seus olhos esbugalham-se e ele foge para a floresta, para que algum espírito maligno não o empurre para dentro do buraco também.

Mais tarde, chega um seguidor de Confúcio, o qual diz: “Ah, os grandes homens nunca caem em buracos, mas andam circunspectos, e, por isso mesmo, cuidam onde põem os pés”.

Chega o hindu, e afirma: “Ah, meu irmão, você pensa que está em um grande buraco escuro, mas isso é apenas um equívoco de sua mente mortal. O fato é que tudo é Brama e Brama é tudo, e este mundo externo é apenas uma ilusão. Esse buraco não existe, e nem existe esta serpente, e tudo terminará bem... paz”.

Aproxima-se então o muçulmano, que percebe o homem dentro do buraco e lhe diz: “Eu o ajudarei, meu amigo”, e então estende o braço, segura a mão do homem e começa a puxá-lo para fora. A meio caminho, entretanto, toma um punhal e indaga: “Você quer tornar-se um islamita, não quer?”. E o homem retruca: “Nunca farei isso!”. E lá se vai o homem de volta para o fundo.

Depois chega o budista, o qual olha para baixo e assevera: “Prezado amigo, você está sofrendo tanto nesse buraco, sem saber que o motivo de seu sofrimento é que você deseja sair do mesmo. O que você precisa fazer é pôr fim a todos os seus desejos, e então você não se importará mais por estar dentro desse buraco”.

Finalmente, chega Jesus e olha compassivamente para o homem no interior do buraco, naquela cova horrível e imunda. Jesus salta entre o homem e a serpente, a qual recua a feia cabeça e, com um golpe, fere o Salvador com suas presas, em Seu lado. Enquanto o veneno da serpente flui para a corrente sangüínea de Jesus, Ele tira o homem do buraco.

Isso, meus amigos, é o ato do nosso Salvador. Essa é a grande diferença entre o Cristianismo e todas as outras religiões.

Comentários

7 comentários em "A diferença entre o Cristianismo e as demais religiões"

Jorge Fernandes Isah disse...
12 de janeiro de 2010 18:26

André,

já havia lido este livro do pr. Kennedy, mas não me lembrava desta analogia, a qual é muito boa mesmo em seu caráter apologético, e serve para reafirmar que o Cristianismo bíblico é a única religião verdadeira; aquela capaz de levar o homem ao conhecimento e ao serviço de Deus.

Ótima postagem.

Cristo o abençoe!

adriano santo disse...
13 de janeiro de 2010 07:41

Legal esta analogia. Que todos os que lerem possam entender o que Jesus fez por cada um de nós e que cada um que já saiu deste buraco possa se dispor a apresentar este Jesus para aqueles que dentro do buraco se encontram.
Este é o nosso chamado, está é a nossa missão!

Grande abraço e fique na paz de Cristo.

Luís disse...
14 de janeiro de 2010 02:51

Olá!
Prabéns pelo seu blog, ja estou seguindo.
Quero aproveitar para divulgar o meu blog http://wwwadoradoresemverdade.blogspot.com/ quando puder faça uma visita.
Fik na Paz.

Clóvis disse...
16 de janeiro de 2010 10:49

André,

Este texto do Dr. Kennedy é genial. O problema com todas as outras religiões não é a sua filosofia de vida. Falta-lhes o essencial: Jesus.

Em Cristo,

Clóvis
Editor do Cinco Solas

Clóvis disse...
19 de janeiro de 2010 12:26

Prezados irmãos e amigos,

Reconstruir o Haiti custará 10 mil milhões de dólares, segundo estimativas. Porém, mais do que reconstruir o país fisicamente, precisamos ajudar as vítimas do terremoto, que precisam de atendimento médico, remédios, comida, água, roupas, etc. E precisam urgentemente.

Há várias organizações sérias trabalhando no Haiti agora. Elas estão precisando de apoio humano, além de recursos para realizarem o atendimento emergencial e continuado aos haitianos.

No blog Cinco Solas há uma relação dessas organizações religiosas e/ou humanitárias, com links para donativos. Essa postagem é constantemente atualizada.

Se você desejar reproduzir o artigo em seu blog, pode obter uma cópia do código html aqui. Fique a vontade para editar o texto como preferir, mas é importante divulgar, pois muitos podem estar querendo contribuir mas sem saber como proceder.

Que o Senhor o abençoe.

Em Cristo,

Clóvis
Editor do Cinco Solas

Hermes C. Fernandes disse...
22 de janeiro de 2010 15:50

Gratificante encontrar seu blog. Parabéns pelo belo trabalho.

Já estou seguindo!

Aproveito para lhe convidar a conhecer o meu blog, e se desejar também segui-lo, será uma honra. Seus comentários também serão muito bem-vindos.

www.hermesfernandes.blogspot.com

Te espero lá!

Rev. Eugênio Ribeiro disse...
23 de janeiro de 2010 16:26

Excelente Estimado Irmão. Fiquei impulsionado a ler este livro. Um texto puro e simples e direto, demonstrando a real diferença entre o Cristianismo e outras religiões que apenas anestesiam o mundo. Coloquei o seu Blog em meus "Blogs Interessantes".
http://www.reverendoeugenio.blogspot.com

 

Teologia e Vida © Revolution Two Church theme by Brian Gardner
Converted into Blogger Template by Bloganol and modified by Filipe Melo