sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Dependência Total de Cristo

4 comentários

"sem mim nada podeis fazer" (Jo 15:5)

Creio que dentre todos os textos das Escrituras, nenhum fala da dependência de Cristo tão explicitamente quanto este. A afirmação é incontestável, não deixa brechas para contornos ou distorções: dependemos absolutamente de Jesus Cristo.

Viemos a nos arrepender de nossos pecados e crer em Jesus para sermos salvos? Sim! Nós fizemos isso, contudo, sem Cristo, jamais o teríamos feito. Ou algum de vocês imagina que pecadores completamente mortos e alienados de Deus teriam tal capacidade? Jamais, pois "ninguém pode vir a mim [Jesus], se o Pai que me enviou não o trouxer" (Jo 6:44). Nenhum homem é capaz de dar um passo sequer em direção a Cristo, devido ao seu estado de pecaminosidade e miséria espiritual, no qual todos se encontram. É necessária uma obra sobrenatural e divina no coração do pecador, concedendo-lhe soberanamente arrependimento e fé. Quando alguém se volta para Jesus, é devido ao fato que o próprio Jesus graciosamente concedeu-lhe vida, "pois, assim como o Pai ressuscita os mortos, e os vivifica, assim também o Filho vivifica aqueles que quer" (Jo 5:21).

Estamos perseverando na fé e crescendo em santidade? Sim! Temos feito isso, contudo, sem Cristo, já estaríamos totalmente desviados há muito tempo! Ah, como vivemos em um mundo tenebroso, sedutor, cheio de enganos e pecados! Se o Senhor não mantivesse o nosso coração firmado, será que conseguiríamos nos manter de pé? É certo que não, pois "enganoso é o coração" (Jr 17:9). É Deus quem nos santifica e nos mantém no caminho da vida, como Ele próprio prometeu: "porei o meu temor nos seus corações, para que nunca se apartem de mim" (Jr 32:40). O apóstolo Paulo entendeu isto e nos mostrou que, apesar de nosso esforço na santificação, é Deus quem cria em nós o desejo e a capacidade de nos santificarmos: "operai a vossa salvação com temor e tremor; porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade" (Fp 2:12-13). Por fim, há a garantia bendita de nosso Salvador, que disse: "Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. E a vontade do Pai que me enviou é esta: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último dia." (Jo 6:38-39).

Poderíamos continuar e fazermos uma lista mais completa. Temos conhecido a Deus em Sua Palavra cada vez mais profundamente? Estamos aprendendo a amar o nosso próximo ardentemente? Temos exercido nossos ministérios com excelência? Nos dedicamos com fervor à uma vida de oração comprometida? Sem Cristo, nada disso poderíamos fazer.

Jesus, somente Ele, é a fonte de toda graça e benção espiritual. Todos os tesouros eternos de Deus estão nEle, estando disponíveis a nós pela fé, por causa do Seu sangue precioso vertido na cruz em nosso favor. Oh crente, sem Cristo você nada é, nada pode fazer, mas também saiba que com Cristo você é muito, e na Sua força você também pode fazer muitas coisas para Sua glória. Sem Cristo, nada; com Cristo, "tudo é vosso" (1 Co 3:22) e "tudo podeis" (Fp 4:13).

"Pai querido! Imploramos que nos ensine que, sem Cristo, nada podemos fazer. Que esta verdade esteja cravada em nosso coração e nos leve a um estado de humilhação perante Sua face, onde nos alegramos profundamente em sermos nada para que o Senhor seja, de fato, tudo em nossas vidas. Que esta humildade alegre tome conta de nós e expurgue toda soberba espiritual. Da mesma forma, que também reconheçamos que somente mediante Cristo temos acesso a todas as dádivas celestiais, e Sua força nos capacita a glorificar Seu nome neste mundo. Aprofunda em nós o senso de dependência e união com Cristo! Em nome de Jesus, amém!"

Comentários

4 comentários em "Dependência Total de Cristo"

Obra Da Graça disse...
5 de dezembro de 2009 19:38

É lindo ver tanta ênfase nas Escrituras. Nisto Cristo é glorificado.
Abraços

Leandro Hüttl Dias disse...
5 de dezembro de 2009 23:06

"Jesus, somente Ele, é a fonte de toda graça e benção espiritual". Maravilhoso, que texto abençoado, pelo mesmo Cristo que foi glorificado aqui nesta reflexão.
Trás consolo, esperança e direção. Chegou em boa hora.

"Todos os tesouros eternos de Deus estão nEle", maravilhoso falar dos Seus méritos. Grandioso és Tu, Senhor.

RosSane disse...
6 de dezembro de 2009 22:32

Amém! Soli Deo Gloria!

Cristina Jensen disse...
28 de dezembro de 2009 13:49

Oh Senhor, o que somos sem Ti? Quem somos sem Ti? Glórias a Teu santo nome, por nos ter trazido das trevas para Sua maravilhosa luz!

Soli Deo Gloria!

 

Teologia e Vida © Revolution Two Church theme by Brian Gardner
Converted into Blogger Template by Bloganol and modified by Filipe Melo