domingo, 23 de novembro de 2008

Diferenças entre Justificação e Santificação

5 comentários

A justificaçãoA santificação
A justificação é uma ocorrência instantânea, que se completa em um instante. O pecador é declarado perfeitamente justo no momento em que crê em Cristo e no evangelho.A santificação é um processo que exige toda uma vida para se completar, e não será concluída enquanto o cristão não chegar ao céu.
A pessoa ou é justificada ou não é. A justificação acontece pela declaração de Deus de que um homem é justo, com base nos méritos de Jesus Cristo.É possível ser mais ou menos santificado. Ou seja, há diferentes graus de santificação, mas não de justificação.
A justificação é uma questão forense. A retidão que recebemos mediante nossa justificação não é propriamente nossa, mas é a perfeita retidão do nosso mediador, Jesus Cristo, a nós atribuída somente por meio da fé.A santificação é uma transformação real do caráter e da condição do homem. A retidão alcançada por meio da santificação é nossa própria retidão, gerada em nós pelo Espírito Santo, embora misturada com debilidade e imperfeição.
A justificação é uma obra objetiva, um ato de Deus a nossa respeito, que afeta nossa condição perante Deus, nosso relacionamento com ele.A santificação é uma obra subjetiva, uma obra de Deus em nós, que afeta nosso interior.
Na justificação, somos libertos da culpa.Na santificação, somos libertos da corrupção.
Nossas obras não desempenham qualquer papel na justificação.Nossas obras são importantes na santificação. Deus ordena que lutemos, vigiemos e nos esforcemos no caminho da santificação.
A justificação confere-nos o direito de ir para o céu, bem como a ousadia de ingressar nas mansões celestiais.A santificação torna-nos adequados para habitar no céu, capacitando-nos para usufruir do lar celestial quando ali estivermos habitando.

Bibliografia: Teologia Sistemática de Franklin Ferreira e Allan Myatt, Editora Vida Nova

Comentários

5 comentários em "Diferenças entre Justificação e Santificação"

Dipaolo disse...
21 de fevereiro de 2010 06:46

No meu entendimento, justificação e santificação são a mesma coisa. O que está definido no artigo como santificação, seria SANTIDADE. Considerando que santificação seja separação, somos separados por Deus quando da nossa conversão (santificação/justificação), para fazermos parte do seu povo e devemos ser santos, ou seja, andar em santidade (isto é um processo).

Mario Jorge Lima disse...
16 de fevereiro de 2015 20:13

Perfeita a explanação. Que Deus os abençoe.

Vinicius Nascimento disse...
2 de julho de 2016 13:31

Justificação e santificação são coisas distintas, somos salvos apenas pela justificação sem obras humanas. Santificação é consequência da justificação, eu queria conversar mais com vc meu amigo

Vinicius Nascimento disse...
2 de julho de 2016 13:33

Um detalhe não somos declarado justo, somos considerados como se fosse justo.

André Aloísio disse...
7 de outubro de 2016 11:58

Vinicius Nascimento,

Ser declarado justo e ser considerado justo é a mesma coisa.

 

Teologia e Vida © Revolution Two Church theme by Brian Gardner
Converted into Blogger Template by Bloganol and modified by Filipe Melo