domingo, 8 de abril de 2007

O Chamado de Deus- Meditação sobre o capítulo 3 de Êxodo

6 comentários

Esta Meditação do Domingo foi ministrada por André Aloísio no dia 18 de março de 2007, na abertura da Escola Bíblica Quadrangular, na Igreja do Evangelho Quadrangular do Jardim Von Zubem, em Campinas-SP.

Obs: O texto abaixo é a transcrição de uma gravação de 10 minutos. As expressões entre parênteses significam a resposta da igreja à mensagem.

Bom dia, igreja! Que a paz esteja com todos! (Amém!) Vamos todos abrir a Bíblia em Êxodo, capítulo 3. O capítulo 3 trata sobre um chamado especial de Deus a Moisés. Nós vimos no capítulo 2 como Moisés saiu do Egito e foi para a terra de Midiã, onde se casou e teve filhos. Agora, no capítulo 3, Deus aparece a ele e o chama para libertar o povo de Israel do Egito.

Eu dei um título a este capítulo: O Chamado de Deus. Hoje aprenderemos 5 verdades sobre o chamado de Deus para nossas vidas. Vamos começar do versículo 1:

“E apascentava Moisés o rebanho de Jetro, seu sogro, sacerdote em Midiã; e levou o rebanho atrás do deserto, e chegou ao monte de Deus, a Horebe. E apareceu-lhe o anjo do SENHOR em uma chama de fogo do meio duma sarça; e olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia. E Moisés disse: Agora me virarei para lá, e verei esta grande visão, porque a sarça não se queima. E vendo o SENHOR que se virava para ver, bradou Deus a ele do meio da sarça, e disse: Moisés, Moisés. Respondeu ele: Eis-me aqui” (vs. 1-4).

Irmãos, quando Deus nos chama, como fez com Moisés, Ele nos chama pelo nome. Essa é a primeira verdade que nós aprendemos aqui neste capítulo: Deus nos chama pelo nome. Quando Deus nos chamou das trevas para a luz, da morte para a vida, Ele chamou cada um pelo próprio nome. (Aleluia!) Não foi um chamado geral, não! Ele chamou cada um individualmente. Mas por que Deus nos chamou? Por qual motivo Ele nos chamou do pecado para a justiça? Vamos ao versículo 5:

“E disse: Não te chegues para cá; tira os sapatos de teus pés; porque o lugar em que tu estás é terra santa” (vs. 5).

Quando Deus fala com Moisés aqui, é um momento santo, pois Sua presença está naquele lugar. Ele, então, pede para Moisés tirar as sandálias. Isso é um símbolo de submissão, reverência e santidade. Moisés, em obediência, tira as sandálias dos pés, o que nos leva à segunda verdade: Deus nos chama para a santidade. Deus nos chama para a glória? Sim, Ele nos destinou para a vida eterna. Porém, Ele não nos chama para focarmos apenas a vida eterna e esquecermos nossas vidas aqui. Ele nos chama para a santidade, a cada dia, a cada instante. Nós devemos ser santos. Em Efésios 1:4 Paulo fala que nós fomos eleitos “antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele”. Então, a eleição de Deus e o Seu chamado também têm em vista a santidade de Seus eleitos. (Aleluia!) Continuando:

“Disse mais: Eu sou o Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó. E Moisés encobriu o seu rosto, porque temeu olhar para Deus. E disse o SENHOR: Tenho visto atentamente a aflição do meu povo, que está no Egito, e tenho ouvido o seu clamor por causa dos seus exatores, porque conheci as suas dores. Portanto desci para livrá-lo da mão dos egípcios, e para fazê-lo subir daquela terra, a uma terra boa e larga, a uma terra que mana leite e mel; ao lugar do cananeu, e do heteu, e do amorreu, e do perizeu, e do heveu, e do jebuseu. E agora, eis que o clamor dos filhos de Israel é vindo a mim, e também tenho visto a opressão com que os egípcios os oprimem. Vem agora, pois, e eu te enviarei a Faraó para que tires o meu povo (os filhos de Israel) do Egito” (vs. 6-10).

Irmãos, temos aqui mais uma verdade, e é o que mais quero frisar nesta manhã: Deus nos chama para libertar os cativos. Da mesma forma que Ele chamou Moisés para libertar os filhos de Israel do Egito, Ele chama cada um de nós para libertar os cativos do mundo. É claro que essa libertação é alcançada pelo próprio Cristo, porém Ele nos usa e nos chama para pregar o evangelho. O que está escrito lá em Marcos 16:15? “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura”. Quantos de nós estamos fazendo isso? Irmãos, Deus não nos chamou simplesmente para ficarmos sentados no banco da igreja, ouvindo o pastor pregar. O pastor prega e edifica a igreja. Ele alimenta as ovelhas. Porém, quem alcança as almas somos nós! Quem gera ovelhas é a própria ovelha! Então, Deus te chama, você mesmo, para pregar o evangelho, independentemente de qual é o seu ministério dentro da igreja.

Talvez você pense: “mas André, eu sou tão tímido! Eu não tenho coragem! Não tenha essa ousadia para falar de Jesus, para pregar o evangelho. Eu sei que Deus me chamou para isso, mas como farei se não tenho essa coragem?” Moisés falou a mesma coisa, mas Deus lhe dá uma resposta. Vamos ver, versículos 11 e 12:

“Então Moisés disse a Deus: Quem sou eu, que vá a Faraó e tire do Egito os filhos de Israel? E disse: Certamente eu serei contigo; e isto te será por sinal de que eu te enviei: Quando houveres tirado este povo do Egito, servireis a Deus neste monte” (vs. 11-12).

Veja a réplica de Moisés. Ele pergunta: “quem sou eu para tirar o povo do Egito?” Quem era ele? Ele não sabia nem mesmo falar corretamente. Mas Deus fala para ele: “olha, eu serei contigo!”. (Aleluia!) Talvez essa também seja sua réplica para Deus nesta manhã. Talvez você diga para Deus: “Senhor, mas eu não sei falar! Quem sou eu para estar pregando o evangelho? Eu não sou ninguém!”. Porém, Deus te fala: “Eu sou contigo!” (Aleluia!). Esta é a quarta verdade: Deus nos capacita para cumprir o nosso chamado.

Em Atos 1:8 temos uma promessa: “Mas recebereis poder ao descer sobre vós o Espírito Santo; e sereis minhas testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra”. (Oh, glória!) Essa é uma promessa para nós hoje. Se você tem vergonha de falar do evangelho, irmão, busque o Espírito Santo! Ele nos dá a ousadia e a coragem necessárias. Se eu estou falando aqui hoje, eu que sou uma pessoa super tímida, é porque o Espírito Santo me capacita, como capacita cada um dos professores, cada um dos que sobem ao púlpito, e capacita você também, desde que busque a presença d’Ele. (Aleluia!) Continuando, o versículo 13:

“Então disse Moisés a Deus: Eis que quando eu for aos filhos de Israel, e lhes disser: O Deus de vossos pais me enviou a vós; e eles me disserem: Qual é o seu nome? Que lhes direi? E disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós. E Deus disse mais a Moisés: Assim dirás aos filhos de Israel: O SENHOR Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó, me enviou a vós; este é meu nome eternamente, e este é meu memorial de geração em geração. Vai, e ajunta os anciãos de Israel e dize-lhes: O SENHOR Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, me apareceu, dizendo: Certamente vos tenho visitado e visto o que vos é feito no Egito. Portanto eu disse: Far-vos-ei subir da aflição do Egito à terra do cananeu, do heteu, do amorreu, do perizeu, do heveu e do jebuseu, a uma terra que mana leite e mel. E ouvirão a tua voz; e irás, tu com os anciãos de Israel, ao rei do Egito, e dir-lhe-eis: O SENHOR Deus dos hebreus nos encontrou. Agora, pois, deixa-nos ir caminho de três dias para o deserto, para que sacrifiquemos ao SENHOR nosso Deus. Eu sei, porém, que o rei do Egito não vos deixará ir, nem ainda por uma mão forte. Porque eu estenderei a minha mão, e ferirei ao Egito com todas as minhas maravilhas que farei no meio dele; depois vos deixará ir. E eu darei graça a este povo aos olhos dos egípcios; e acontecerá que, quando sairdes, não saireis vazios, porque cada mulher pedirá à sua vizinha e à sua hóspeda jóias de prata, e jóias de ouro, e vestes, as quais poreis sobre vossos filhos e sobre vossas filhas; e despojareis os egípcios” (vs. 13-22).

Irmãos, para terminar, a última verdade: Deus é soberano no cumprimento do nosso chamado. Talvez você pense: “André, Deus pode me dar a ousadia necessária para pregar o evangelho, mas quem garante que as almas serão ganhas por meu intermédio? Quem garante que alguém irá se converter com a minha pregação, ou com um folheto que eu entregar?”. Irmãos, Deus afirma: “EU SOU O QUE SOU”. Quando Ele diz isso, quando fala que o nome d’Ele é Jeová, EU SOU O QUE SOU, está querendo dizer que é um Deus soberano e tremendo, que está acima de todas as coisas. Ele é soberano, não depende de ninguém e faz tudo conforme o conselho de Sua vontade. Nós percebemos isso quando Deus diz que de fato iria fazer o povo de Israel sair de lá. Mesmo que Faraó não deixasse, a princípio, Deus, com Sua mão poderosa, iria mover o coração daquele rei, e ele iria permitir, por fim, que o povo de Israel saísse. Então, o que eu quero dizer é o seguinte: ainda que Deus te chame para pregar o evangelho, irmão, o poder para converter pecadores é de Deus. Deus te usa, mas quem irá converter e ganhar as almas realmente é Deus. A nossa obrigação é pregar o evangelho e quem irá converter e mover os corações é o próprio Deus. E assim como Ele moveu o coração de Faraó para libertar o povo do Egito, da mesma forma, Ele pode mover os corações e libertar cada pecador que ouve a pregação pela sua boca (Glória a Deus!).

Irmãos, nós fomos chamados por Deus para a santidade e para pregar o evangelho. Nunca se esqueça do seu chamado. Glória a Deus! Deus os abençoe!
 

Teologia e Vida © Revolution Two Church theme by Brian Gardner
Converted into Blogger Template by Bloganol and modified by Filipe Melo