domingo, 7 de outubro de 2007

Diferentes Interpretações do Livro de Apocalipse

11 comentários

O Apocalipse é um dos livros bíblicos mais difíceis de serem interpretados. Caracteriza-se pelo emprego freqüente de símbolos e figuras. Seus intérpretes discordam a respeito do modo e do tempo em que as visões dos capítulos 6 a 19 são cumpridas.

Identificamos quatro métodos de interpretação do livro de Apocalipse, a saber, o método preterista, o historicista, o futurista e o idealista. Há, ainda, intérpretes que defendem uma combinação desses métodos. O objetivo deste estudo é fazer uma abordagem sucinta de cada um desses métodos interpretativos, sem defender um ou outro.

1. O Preterismo
Essa corrente busca interpretar o Apocalipse com base no seu contexto histórico. O simbolismo desse livro se relaciona predominantemente (ou exclusivamente) com os eventos contemporâneos a João (o autor) e às sete igrejas asiáticas (os destinatários). O seu cumprimento teria ocorrido na destruição de Jerusalém (no ano 70 d.C.) ou do Império Romano.

Segundo essa interpretação, o Apocalipse teria sido escrito com o propósito de confortar e encorajar a igreja do seu tempo, em meio às terríveis perseguições que estavam sofrendo. A vinda do Senhor significa a intervenção divina a fim de destruir os governos perversos e estabelecer o seu reino (do Senhor). A besta simboliza o Império Romano; o falso profeta, a classe sacerdotal asiática que promovia o culto ao imperador. A grande meretriz do capítulo 17 seria a cidade de Roma no século I, ou, para alguns intérpretes, a Jerusalém apóstata. Segundo o método preterista, o Apocalipse não é um livro escatológico.

2. O Historicismo
O método historicista entende que o livro de Apocalipse é uma predição da história geral e eclesiástica. Esse método é extremamente amplo, podendo levar a diversas interpretações acerca dos símbolos e dos cumprimentos proféticos. O livro poderia fazer alusão a muitos acontecimentos, como as invasões bárbaras, o surgimento e a expansão do Islã, as pestes que ocorreram na Europa medieval, a Reforma Protestante, a Revolução Francesa e até as Grandes Guerras do século XX.

Uma linha de interpretação historicista que se tornou muito comum é a que identifica, na besta, o papado e, no falso profeta, a Igreja Romana. Por muito tempo o método historicista foi o predominante no meio protestante.

3. O Futurismo
O método futurista relaciona os símbolos e as profecias do Apocalipse com os acontecimentos do fim dos tempos, as últimas coisas. Tudo se encontraria no contexto da crise final que antecede a segunda vinda de Cristo. A besta seria um líder político que instauraria um governo mundial, exigindo a adesão de todos os povos. O falso profeta seria uma religião ou um movimento ecumênico que daria suporte espiritual ao governo do Anticristo.

Dentro dessa linha interpretação surgiu e destacou-se o dispensacionalismo. Este sugere que as sete igrejas asiáticas mencionadas no livro simbolizam sete períodos da história eclesiástica. Crê num arrebatamento secreto da igreja, ao que se segue um período de grande tribulação que duraria sete anos, no qual o povo judeu sofreria feroz perseguição, até que se convertesse a Cristo. Ao final desses sete anos, Cristo voltaria para destruir a besta, prender Satanás e estabelecer um reino de mil anos na terra.

4. O Idealismo
Esse método interpretativo não busca um cumprimento exato dos símbolos e profecias apocalípticas. O conteúdo do livro consistiria numa representação do conflito espiritual entre o reino de Deus e os poderes diabólicos. De modo que do Apocalipse se extrairiam princípios para guiar a igreja em sua batalha espiritual, qualquer que fosse a época.

Comentários

11 comentários em "Diferentes Interpretações do Livro de Apocalipse"

Anônimo disse...
14 de fevereiro de 2008 01:15

muito boa noite, o meu nome è Helder Castro, estudo arquitectura na universidade do minho e este tema tem demonstrado em mim muito interesse...mas como a internet apesar de ser uma grande fonte de informação ,na sua maioria não é a mais correcta,decidi procurar alguém que me podesse ajudar a desvendar algumas das duvidas que eu tenho, nomeadamente facultando alguns titulos de livros que possam ter informações sobre este tipo de tema, bem como sites que comtenham informação correcta.
se por acaso conhecerem alguns livros ou sites que me falem dos segredos de roma também agradeço, pois também é um tema que m chama muito a atenção...Muito obrigado pela atenção...
O meu mail helder7castro@hotmail.com

André Aloísio disse...
14 de fevereiro de 2008 23:27

Olá Helder,

Sobre o tema escatologia, é importante dizer antes de mais nada que é bastante polêmico e controvertido. Mesmo entre pessoas que seguem a mesma visão escatológica geral, haverá alguma discordância em certos detalhes. No entanto, eu acredito que seja possível, pela leitura e estudo da Palavra de Deus uma compreensão bastante clara do assunto.

Um site que eu recomendo e no qual você pode confiar é o Monergismo (www.monergismo.com). Na seção Escatologia Reformada e suas subdivisões (Amilenismo, Pré-Milenismo, Pós-Milenismo, Preterismo, Dispensacionalismo) você encontrará diversos estudos sobre o tema, todos muito bons e que lhe darão uma compreensão melhor da escatologia e suas várias linhas de interpretação. O site é em geral amilenista e pós-milenista, que são as duas interpretações mais bíblicas com respeito às últimas coisas.

Quanto a livros, eu recomendo os próprios livros recomendados pelo Monergismo na área de escatologia (www.monergismo.com/livrosrecomendados.htm), quais sejam: A Bíblia e o Futuro (Anthony Hoekema), Apocalipse (Simon Kistemaker), As Interpretações do Apocalipse (Coleção Debates Teológicos), O milênio (Coleção Debates Teológicos), A Igreja e as Últimas Coisas (David Martyn Lloyd-Jones) e Mais que Vencedores (William Hendriksen).

Sobre o assunto dos segredos de Roma, não entendi bem a que você se refere, mas creio que seja algo relacionado às recentes acusações de escritores como Dan Brown contra a Igreja Católica, como se ela guardasse segredos milenares. Sobre esse tema eu pouco me interesso e conheço, e infelizmente não poderei ajudá-lo.

Que Deus te abençoe grandemente!

Anônimo disse...
13 de maio de 2008 16:13

Olá, sou o pr Cleilson da Igreja Volta de Cristo. Pregamos escatologia na visão historicista, amilenista, pós-tribulacionista. Já estão prontos os outros capítulos além desses 4, ou só os títulos? Posso usá-los para dar estudos na igreja?

Anônimo disse...
13 de maio de 2008 16:17

Meu e-mail é prcleilson@hotmail.com

Paulo Monteiro disse...
20 de setembro de 2011 19:13

Tenho estudado durante anos o livro de Apocalipse, pois é algo que mexe com o meu interior. De todas as analises que tenho feito, acredito que além de ser uma palavra de estimulo para aqueles dias da Igreja, que eram muito atribulados,vejo aqui algo de surpreendente. Deus ao dar estas visões a João, estava a anunciar as coisas que estavam a acontecer na altura e a projecta-las para os anos que surgiriam até aos dias de hoje e futuro. Quem deseja compreender o livro de Apocalipse busque compreender mais a Deus, isolar-se, orar. Quem fizer isto vai encontrar coisas impressionantes nos pequenos detalhes. Só o Espírito de Deus pode revelar os mistérios que estão escondidos nos símbolos e visões.

ramirez disse...
1 de janeiro de 2012 11:17

COMO ATEU Ñ ACREDITO NEM E "deus E EM deuses". NEM NESSES MAUS LIVROS COMO: A "bíblia, corão, torá, vedas" E OUTROS LIVROS Q. OS FANÁTICOS RELIGIOSOS PENSAM Q. SÃO SAGRADO.

Ramires o ATEU.

ramirez disse...
1 de janeiro de 2012 11:20

COMO ATEU Ñ ACREDITO NEM E "deus E EM deuses". NEM NESSES MAUS LIVROS COMO: A "bíblia, corão, torá, vedas" E OUTROS LIVROS Q. OS FANÁTICOS RELIGIOSOS PENSAM Q. SÃO SAGRADO.

Ramires o ATEU.

Bruno S Godoi disse...
13 de março de 2014 10:39

Ramirez, Você que não se interessa pelo assunto, se manifesta para dizer que não se interessa? Parece ironia. Quando não estou precisando de determinado remédio, não vou à Farmácia dizer que não preciso comprar tal remédio.

segt Edesio disse...
20 de agosto de 2014 16:59

Estou orando por voce. Edesio

André Aloísio disse...
18 de dezembro de 2014 18:06

Ramirez, é uma pena que você não creia na Bíblia. Vou orar por você.

maria do socorro santos Corrinha disse...
11 de agosto de 2016 17:30

Paz a todos amo demais estudar a Bíblia é esse assunto me interessou bastante pois o Pastor da Igreja que faço parte explicou sobre essas 4 linhas de interpretação do livro de Apocalipse. Muito boa mesmo às explicações que o Senhor Jesus os abençoe grandemente.

 

Teologia e Vida © Revolution Two Church theme by Brian Gardner
Converted into Blogger Template by Bloganol and modified by Filipe Melo